Ciclone no RS: temporais causam alagamentos, bloqueio de estradas, cancelamento de voos e falta de luz

0
396

Um ciclone extratropical que chegou nesta quinta-feira (15) à costa da Região Sul do Brasil provocou temporal e ventania no Rio Grande do Sul durante a madrugada desta sexta (16). Diversas cidades do estado registraram alagamentos, estradas bloqueadas, voos cancelados e falta de luz. Defesa Civil e Corpo de Bombeiros não registraram feridos ou mortos. O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), orientou os moradores da cidade a não saírem de casa.

Em Santa Catarina, o ciclone causou deslizamentos na noite desta quinta em Praia Grande, região Sul do estado, e Joinville e São Francisco do Sul, na região Norte.

De acordo com a Climatempo, um ciclone extratropical é uma área de baixa pressão atmosférica e se forma a partir da grande variação de temperatura, situação vivida pelos gaúchos nos últimos dias.

“Os ventos giram em um círculo completo, no sentido horário no Hemisfério Sul. O processo de formação, próximo do continente, pode provocar muitas horas consecutivas de chuva, e os grandes acumulados podem causar enchentes, encharcamento do solo e deslizamentos de terra”, explica a meteorologista Josélia Pegorim.

Estragos no RS

Pelo menos 14 cidades do estado enfrentam problemas por causa das chuvas. São elas: Porto Alegre, Santo Antônio da Patrulha, Novo Hamburgo, Caraá, Três Forquilhas, Três Cachoeiras, Morrinhos do Sul, Capão do Canoa, Torres, São Leopoldo, Tramandaí, Maquiné, Caxias do Sul e Sapiranga.

O governador Eduardo Leite (PSDB) afirmou que equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Brigada Militar estão mobilizadas para dar assistência às comunidades mais afetadas.

Em Porto Alegre, são cerca de 20 pontos de ruas e avenidas com o trânsito prejudicado devido a alagamentos e quedas de árvores. Nas redes sociais, moradores da Capital relataram ventos fortes e quedas de energia.

Fonte: G1/RS.

Fotos Reprodução Redes Sociais.