DNIT agiliza trabalhos para liberar passagem emergencial entre a Capital e Zona Sul

0
68

Ações emergenciais na BR-290/RS garantem liberação de caminho essencial entre as regiões Sul, Central e Metropolitana de Porto Alegre.

Em conjunto com os órgãos de segurança, trânsito e resgate, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) implantou, na terça-feira (7) à noite, operação especial de tráfego para garantir a segurança do caminho essencial que garante a conexão entre Porto Alegre e as regiões Metropolitana, Central e Sul. Para restabelecer a conexão por completo foi necessário um conjunto de ações nos pontos interditados ao longo da BR-290/RS devido às chuvas e enchentes que atingem o Rio Grande do Sul desde o início deste mês de maio.

Para a implantação desta rota emergencial as equipes do DNIT atuaram dia e noite na reconstrução do bueiro e recomposição do pavimento no km 132 da BR-290/RS, em Eldorado do Sul, e finalizaram a recuperação das cabeceiras do viaduto no km 107 também da BR-290/RS, no acesso ao mesmo município.

Importante frisar que a rota emergencial é destinada exclusivamente aos veículos com caráter emergencial, transportando suprimentos e mantimentos para as localidades atingidas, além de dar celeridade às ações de resgate.

*Rota –* Para garantir a segurança e fluidez do tráfego foi implantada uma operação integrada entre o DNIT, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Corpo de Bombeiros da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul (CBMRS), CCR ViaSul, e outras instituições.

A ação possibilita que os veículos que vêm pela BR-290/RS (Freeway), poderão seguir até a região do km 94 pela pista Oeste (sentido capital), onde serão desviados para a pista contrária no sentido litoral e ingressão pela alça de saída da ponte, na contramão.

Já veículos oriundos da BR-448/RS, poderão utilizar a alça de entrada a Porto Alegre no km 22 e fazer o mesmo trajeto. Todo o trecho está com sinalização específica e reforçada para auxiliar na orientação dos motoristas.

Fonte- DNIT/ PRF.