É de joelho que se vence! Sérgio da Silva Almeida

0
126

Na antevéspera dos 15 anos do meu recorde brasileiro e mundial do Guinness Brasil de Maior Número de Palestras em um só dia, 1,6 mil assadores se reuniram na praia de Atlântida para alcançar a marca de maior churrasco do mundo.

Desafortunadamente, devido a desclassificação de 175 deles, o evento denominado Paleta Atlântida não conseguiu entrar para o Livro dos Recordes. Natália Ramirez, avaliadora do Guinness, justificou: “Parte dos assadores não participou efetivamente do churrasco, soltou o espeto, e saiu”.

O critério de avaliação do Guinness, à primeira vista, parece fácil, mas na prática, como se diz no popular, “não é melzinho na chupeta”. Ainda assim, no dia 30 de janeiro de 2008, eu cumpri à risca as regras e dei 11 palestras de 60 minutos, com 100 pessoas diferentes em cada uma… em 24 horas (foto).

E pouco antes do relógio da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul bater meia-noite, recebi a titulação das mãos de Lile Corrêa, avaliador do Guinness Brasil.

Na noite que antecedeu o evento, um repórter me perguntou: “Você mobilizou a cidade. Caso não alcance seu objetivo, como vai andar pelas ruas?”. Aquela pergunta foi como um soco na boca do estômago. Respirei fundo, e respondi: “Vou seguir de cabeça erguida, pois mostrarei às pessoas que o medo de perder não pode ser maior que a vontade de vencer”. Mas quer saber? Sai “grilado” daquela entrevista: “Será que vou dar conta?”.

No dia seguinte, após a sexta palestra (lá pelas 16 horas), por ter ficado um tempão em pé, senti dores nas pernas e na coluna e tive que ser medicado. E para piorar, as palavras daquele entrevistador volta e meia ecoavam em minha mente: “Caso não alcance seu objetivo, como vai andar pelas ruas?”.

Ao meio-dia, ao ser entrevistado ao vivo para o Jornal do Almoço, a simpática repórter da RBS TV me perguntou: “O que garante que você irá bater o recorde?”. Eu respondi de pronto: “O que me mantém em pé durante o dia é dobrar meus joelhos para Jesus todas as noites”. A moça, de supetão, retirou o microfone e encerrou a entrevista: “Essa foi forte! É com vocês aí no estúdio, Cristina!”.