Executivos de São Sepé e Vila Nova do Sul acompanham segunda etapa do programa Pavimenta RS 

0
123

6Na tarde desta quarta-feira, 15 de fevereiro, o Prefeito João Luiz, acompanhado do Prefeito de Vila Nova do Sul, Sérgio Coradini, e da Vice-prefeita, Luciane Brum, estive com o Secretário de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano do Rio Grande do Sul, Carlos Rafael Mallmann, para acompanhar a tramitação do projeto da segunda etapa do programa Pavimenta RS. 

São Sepé foi contemplada na primeira etapa com R$ 1.595.246,38, para a pavimentação da Avenida Ildefonso Pires de Moraes (1.260 metros), e está pleiteando recurso para continuação do trecho. O projeto encaminhado tem uma extensão de 640m e contempla a etapa final da interligação entre o Clube Iguaçu até o bairro Zenari.

A expectativa do governo do estado é que a liberação do recurso ocorra ainda no primeiro semestre de 2023. A segunda etapa da pavimentação da Av. Idelfonso já teve pré análise técnica no final do ano passado.

Outros dois projetos também foram encaminhados para primeira avaliação, sendo eles a pavimentação da Av. Julio Vargas e do Corredor das Tropas. “O Gabinete de Assessoramento Superior tem a missão de estar sempre com projetos prontos e habilitados para os editais dos governos do estado e federal. Temos uma sinalização positiva dos recursos estaduais para a continuidade da pavimentação da Avenida Idelfonso, mas estamos tentando também, tanto no Governo do Estado, quanto no Governo Federal, esses projetos ousados: o acesso ao distrito industrial e o passo das tropas. Nossa meta é fazer valer o projeto de anel viário sonhado desde a década de 70 quando José Maria Picada era prefeito”, destacou João Luiz.

O Secretário Mallmann manifestou a luta na busca de recursos para as melhorias urbanas dos municípios. “É uma diretriz do governador Eduardo Leite apoiar o desenvolvimento urbano dos municípios através das prefeituras”.

A obra da Avenida Idelfonso está com aproximadamente 40% do seu cronograma executado e a prefeitura está elaborando projetos de urbanização nas margens da avenida, incluindo espaço de convivência e passeio acessíveis.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal- Por Camila Fogliarini.