Marcar o corpo- Nilton Moreira

0
259

Tem muitas coisas na vida que não aceitamos, mas são impostas. Uma delas é a doença pois que vem de repente e as vezes nos leva deste mundo físico com sofrimento.

Mas tem outro algo que nos é imposto e que muitas pessoas não aceitam também que é a mudança do corpo em razão da decorrência do tempo, digo em aparência, pois se acham feias ou feios, gordas ou gordos, tendo gente que coloca até roupa para promover volume em regiões específicas na intenção de mudar o visual.

É natural que tenhamos certa vaidade afinal olhamos a nossa volta e vemos pessoas que são belas por natureza, e com a tecnologia de hoje possibilitando melhorias em nossa apresentação, buscam-se profissionais que se dedicam a nos melhorar.

Nada tem de errado em querermos nos apresentar melhor em estética, até porque isso melhora nossa alta estima e faz com que agrademos a outrem, mas o que nos prejudica não é o que fazemos com o corpo por mera vaidade, sem neura. O que vai pesar mesmo é quando procuramos uma perfeição que nunca existirá, e todos os procedimentos que fazemos se torna algo vicioso, isto é, estamos sempre procurando uma melhoria que acaba refletindo em nossa personalidade.

Quando fazemos algo no corpo sem que isso mude nossa maneira de ver a vida, nada influi, mas quando é algo que perseguimos e se torna imprescindível, numa obsessão, vamos certamente ferir o segundo corpo, o perispiritual.

Conhecemos pessoas que chegam a mudar o rosto de tal maneira que ficam irreconhecíveis. Passam a ser outra pessoa ao se apresentarem. Nem elas se reconhecem mais, e com passar do tempo tentam mudar novamente a aparência.

Uma maquilagem é normal, pois isso não chega a marcar nossa personalidade em definitivo, pois é coisa de momento, mas quando marcarmos o corpo com algo que veneramos e que adotamos como símbolo, ideologia, como por exemplo certas tatuagens que vai significar uma marca para nós durante a vida toda, acabamos ferindo o corpo fluídico.

Muitas marcas e deformidades que trazemos ao nascer não sabemos da onde se originam. É comum dizer que uma criança nasceu com determinado sinal porque a mãe não foi satisfeita no desejo quando grávida, mas o assunto requer estudo mais aprofundado, já que envolve situações antes do nascimento. Tenhamos cautela quando decidirmos modificar ou marcar o corpo.