Ministério Público do RS denunciou quatro pessoas pela morte de mulher em ritual em Formigueiro

0
421

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) denunciou nesta quarta-feira, dia 6 de março, quatro pessoas pelo homicídio qualificado de uma mulher de 58 anos, ocorrido no dia 10 de fevereiro deste ano na cidade de Formigueiro, na Região Central do Estado. Ela foi morta durante um ritual realizado em vários locais, mas que terminou em um cemitério. Os quatro investigados estão presos.

O promotor de Justiça Fernando Mello Müller, responsável pela denúncia oferecida ao Poder Judiciário, diz que as qualificadoras são motivo torpe, emprego de asfixia, mediante tortura, praticado à traição e com recurso que dificultou a defesa da vítima. A mulher, durante o ritual, chegou a ser crucificada. Por fim, o promotor solicitou uma indenização de R$ 300 mil para a família dela.

“O crime praticado pelos quatro réus foi estarrecedor, com requintes de crueldade extrema, brutalidade dificilmente vista. Foi um delito que provocou grande repercussão e comoção social, não só em Formigueiro, mas também nas demais cidades da região e em todo o Estado.

Portanto, o MPRS apresentou o caso ao Poder Judiciário, por meio da denúncia e aguarda a tramitação judicial até final do julgamento e condenação pelo Tribunal do Júri”.

Informações: Comunicação do Ministério Público do Rio Grande do Sul.