PF cumpre mandados no RS e SC em investigação de tráfico de drogas  

0
638

_Também são executadas ordens judiciais para sequestro de bens, encerramento de empresas de fachada e bloqueio de valores em contas bancárias_

 

A Polícia Federal deflagra, na manhã desta quinta-feira (03/08), a Operação Maturin, para desarticular organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas e à lavagem de dinheiro.

A ação mobiliza 120 policiais federais para o cumprimento de 20 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão em cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, com apoio de servidores da Receita Federal e de policiais militares (Brigada Militar) e penais (Susepe).

Concomitantemente, são executadas medidas voltadas à descapitalização do grupo, como sequestros de veículos e imóveis, apreensão de bens e encerramento de empresas de fachada, em valor estimado superior a 2,5 milhões de reais, e o bloqueio de valores em contas bancárias.

A investigação teve início em agosto de 2022, a partir do encontro de um “cardápio de drogas” em investigação sobre moeda falsa. A apresentação do cardápio, a quantidade e diversidade das substâncias oferecidas chamou atenção dos investigadores, levando à instauração de novo inquérito policial, com foco específico no tráfico de drogas.

Diligências indicaram que a venda de entorpecentes no varejo ocorria através de aplicativos de mensagens e que a entrega era operacionalizada por mototaxistas capitaneados pela organização. Todos os envolvidos se utilizavam de codinomes e diversos meios para ocultar suas identidades e dos usuários.

A comercialização de drogas no atacado ocorria com a utilização de “mulas”, responsáveis pelo transporte e estoque das substâncias em diferentes cidades. A organização recorria de aplicativos de caronas pagas e aluguéis de imóveis por temporada para operacionalizar a logística do tráfico.

Com o avanço da investigação, a Polícia Federal identificou o líder a organização e mapeou os fornecedores, as pessoas interpostas (laranjas) usadas para lavagem de capitais e os transportadores das substâncias ilícitas. No período de novembro de 2022 a abril de 2023, foram realizadas cinco apree

nsões de drogas, nas cidades de Santa Maria, Porto Alegre e Gravataí. Foram constatados, ainda, atos de lavagem de capitais, como ocultação de veículos, imóveis rurais e o uso de empresas de fachada para dissimulação da origem ilícita dos recursos.

O nome de operação é relacionado à obra “IT – A Coisa” de Stephen King. Na obra, Maturin é uma tartaruga colossal com aparência ancestral, afirmada como eterno inimigo da “Coisa”, criatura personificada na figura do palhaço “Pennywise” (Personagem utilizado como codinome do líder da organização criminosa).

*Será realizada entrevista coletiva às 10 horas desta quinta-feira, na Delegacia de Polícia Federal em Santa Maria (Rua Vale Machado, 1361 – Centro)*

*Mandados de Prisão (MP) e Mandados de Busca e Apreensão (MBA) expedidos:*

*SANTA MARIA*

MP: 15

MBA: 21

 

*RESTINGA SECA*

MP: 2

MBA: 1

 

*JULIO DE CASTILHOS*

MP: 1

MBA: 1

 

*CAÇAPAVA DO SUL*

MP: 2

MBA: 2

 

*ARROIO DOS RATOS*

MP: 1

 

*PALHOÇA/SC*

MP: 1

MBA: 1

 

Informações: Comunicação Social da Delegacia de Polícia Federal em Santa Maria