Reunião em São Sepé tratou da duplicação das BRs 158 e 392 nesta sexta-feira

0
262

Na tarde desta sexta-feira, 1 de dezembro, na Fundação Afif, o Prefeito João Luiz Vargas e autoridades da região realizaram um movimento pela duplicação das BRs 158 e 392, no trecho compreendido entre Cruz Alta e Rio Grande. As duas rodovias se conectam em linha reta, criando um corredor entre diversas regiões, conectando ao Porto de Rio Grande, que escoa toda a produção do Estado.

Na ocasião representantes da Associação Brasileira dos Usuários de Rodovias (ABUR), apresentaram dados sobre a importância da obra para o Estado. O trecho que precisa de duplicação da BR 158, sai de Cruz Alta, passa por Júlio de Castilhos, Itaara e Santa Maria, ligando com a BR 392. Já o trecho da BR 392 que precisa de duplicação sai de Santa Maria, passa por São Sepé, Caçapava do Sul, Santana da Boa Vista, Canguçu, chegando na cidade de Rio Grande.

A necessidade de duplicação das BRs 158 e BRs 392, nasce em função do grande número de caminhões e veículos que usam estas rodovias, levando a produção das principais regiões do Estado, para o Porto de Rio Grande. Diariamente um grande número de carga é transportada por caminhões de grande porte, que disputam espaços com outros veículos que viajam pelas rodovias.

Este trânsito intenso de veículos, somados ao peso da carga e as más condições das rodovias, fazem com que apareçam os buracos e com isso vem prejuízos e muitos sinistros de trânsito e mortes nas vias. O trecho entre Santa Maria, São Sepé e a BR 290, é um local onde frequentemente ocorrem acidentes, inclusive com morte.

Propostas da Reunião de São Sepé:
– Reunião com a Superintendencia do DNIT em Porto Alegre, para
solicitar o EVTEA- Estudo de Viabilldade Técnica, Econômica e Ambiental para a duplicação das BRs 158 e 392 do trecho que
estamos solicitandos a duplicação;
– Obras de recuperação imediatas nestes trechos da via, com construção de terceiras faixas em trechos mais problemáticos;
– Retirada da tramitação do processo de concessão da ANTT;
– Criação de Frentes Parlamentares nas Câmaras de Vereadores
pela duplicação da BR 158 e BR 392;
– Prefeitos, Vereadores, ABUR, Partidos Políticos e Lideranças, articularem a participação das Bancadas Estaduais e Federais no Movimento pela Duplicação das BRs 158 e 392;

Caracteristicas do Movimento:
– Supra partidário;
– Integrado por todos os setores da sociedade que se dispuserem a trabalhar a pauta da duplicação das BRs 392 e 158;
– De caráter permanente até a inauguração das obras;
– Encaminhamentos:
– Solicitar reuniāo com o DNIT para entregar um documento oficializando o Movimento e solicitando o EVTEA para duplicação
das BRS 158 e 392.
– Marcar data e local da próxima reunião do Movimento, com a
presença do DNIT e de Deputados;
– Prefeitos e vereadores iniciarem as articulações em Brasílla;

“Vamos seguir com muita intensidade para o que nasce agora aqui não fique somente em uma reunião que não tenho prosseguimento com objetivos claros, DNIT, Brasília, nesse interin, mobilizar Câmara de Vereadores, deputados federais e estaduais. Notadamente os prefeitos juntos, com o movimento que nasce hoje aqui em São Sepé”, destacou o Prefeito João Luiz.

A reunião foi o pontapé inicial dessa mobilização para recuperação dessas rodovias. Um próximo encontro será organizado, possivelmente na cidade de Júlio de Castilhos.

Participaram do encontro, o Prefeito de Julio Castilhos Bernardo Dalla Corte, o Vereador de Júlio de Castilhos, Adriano Pixulim e o representante da Vila Block, Glenio Campos.