“Santo de Casa Não Faz Milagre” Francisco Melgareco

0
1239

Essa expressão popular, tão conhecida em nosso país, reflete uma realidade que merece nossa reflexão. Com frequência, negligenciamos os talentos, empresas e iniciativas que estão bem ao nosso redor, enquanto valorizamos de forma mais positiva e efetiva o que vem de fora.

Isso é particularmente evidente em cidades menores, onde o fato de conhecermos as pessoas muitas vezes atua como um desqualificador de suas competências. Seja por algum tipo de inveja ou desmerecimento sem causa, o fato é que isso ocorre na música, nas artes, nos negócios ou em qualquer outra área.

O mais intrigante é que, frequentemente, as mesmas pessoas que desvalorizam o que é local são as mesmas que lamentam o fato de sua cidade não se desenvolver. Também são as mesmas pessoas que citam que os talentos locais vão embora (e indo embora, automaticamente são dignos de reconhecimento).

Essa mentalidade é, na realidade, um verdadeiro tiro no pé. Eu desvalorizo o “santo de casa”, sendo que é a minha casa também. Automaticamente, eu desvalorizo tudo que é da minha casa, incluindo eu mesmo, no fim das contas. Verdadeiramente um caso de pouca inteligência, para usar uma expressão respeitável.

Claro que esse fenômeno não se limita apenas ao nível municipal. Ele ocorre desde o que vem de fora do país até o que vem de fora da empresa. Não apenas com pessoas, mas também com produtos. Algo que ainda carece de uma explicação científica definitiva.

Ao prestigiar o que é produzido e desenvolvido em nossa cidade, estamos fortalecendo nossa economia, gerando empregos e incentivando o crescimento de talentos que podem não fazer “milagres”, mas com certeza podem fazer um excelente trabalho. É necessário aplaudir, reconhecer e incentivar o que é bom, independentemente de sua origem.

Aqueles que proclamam que “santo de casa não faz milagre” devem lembrar-se: a casa é de todos nós, e amanhã você pode ser o próximo santo desvalorizado. Amanhã, ou mesmo hoje, você pode estar lançando seu produto, seu serviço, sua empresa. Pode ser sua ótima ideia a ser ignorada. Quem desvaloriza o que é de casa, desvaloriza a si mesmo.