São Sepé decreta situação de emergência nas áreas afetadas pela estiagem

0
73

 

 

Na terça-feira, 24 de janeiro, representantes da Prefeitura Municipal, Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Associações de Produtores Rurais; EMATER; Cotrisel, Arrozeira e Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural – CMDR, se reuniram para discutir a criação do Decreto de Emergência para as áreas do município afetadas pela estiagem.

 

A criação do documento, já assinado pelo Prefeito João Luiz Vargas, se deu pelos efeitos gerados pelos baixos índices de chuva no município, que foram insuficientes para a formação de estoques de água nos principais reservatórios, açudes e nascentes do interior de São Sepé.

 

Com isso, a Prefeitura autoriza e convoca voluntários para reforçar as ações e arrecadações de recursos, com o objetivo de minimizar as perdas da população afetada com a estiagem.

 

Um dos pontos destacados no decreto é a disponibilização por parte do município do material necessário para reduzir os efeitos da seca, bem como, assistência aos afetados.

 

Conforme o Coordenador Municipal da Defesa Civil, Wolnei Pedroso ,a partir de agora os laudos apresentados pela Emater auxiliarão no processo de formalização da situação de emergência e encaminhados aos governos estadual e federal. “A expectativa é que a situação seja reconhecida nos dois níveis de governo. Isso, no entanto, não impede o início das ações pelo Município, pois o decreto entra em vigor imediatamente” acrescentou.