São Sepé foi o município na região que mais recebeu recusos para enfrentamento da estiagem

0
254

 

Desde 2021, a Prefeitura Municipal de São Sepé, por meio da Defesa Civil, trabalha na busca de recursos para amenizar os prejuízos causados pela estiagem no interior do município.

O primeiro passo foi decretar situação de emergência, para que fosse possível receber do governo federal verba para a compra de itens de assistência humanitária.

Com isso, São Sepé está entre os 22 municípios da região central do estado contemplados e foi a cidade que recebeu o maior valor para a compra de cestas básicas. Em 2022, foram mais de 1200 cestas distribuídas.

Conforme a Chefe de Gabinete, Vladia Freitas, o processo de abertura da licitação para a aquisição de cestas básicas já teve início e a expectativa é distribuir 4 mil kits em São Sepé – o que é três vezes mais que no último ano.

O valor do repasse destinado para os municípios foi definido pela Defesa Civil Nacional de acordo com o montante solicitado no plano de trabalho municipal, magnitude do desastre e número de afetados. Além de ser a cidade que mais recebeu, São Sepé também foi um dos municípios que mais somam perdas em função da seca na Região Central.

A falta de água para o consumo humano é um dos principais agravantes da estiagem e o recurso também servirá para auxiliar no trabalho de distribuição realizado pela Defesa Civil por meio de caminhão pipa.

“Ficamos muito felizes com o valor recebido por São Sepé. Tínhamos receio do pedido do município não ser aprovado, mas precisávamos ser audaciosos para favorecer o maior número de famílias possíveis. Foi um trabalho em equipe que deu certo”, destacou o Coordenador da Defesa Civil de São Sepé, Wolnei Pedroso.

O trabalho de distribuição acontece em parceria com as agentes comunitárias, que auxiliam na busca de famílias que moram na área rural do município. A previsão é iniciar as entregas no mês de maio.

Informações: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal.