São Sepé terá Associação de Promotoras Legais Populares

0
952

Em 1993, a THEMIS – Gênero, Justiça e Direitos Humanos; foi criada para repensar o campo jurídico e garantir o acesso à justiça a todas as mulheres, através do programa Promotoras Legais Populares (PLPs).

O programa é um instrumento de afirmação e disseminação dos direitos humanos das mulheres, particularmente em relação à violência doméstica e aos direitos sexuais e direitos reprodutivos.

No município, as PLPS foram criadas em 2003; no entanto, o programa ficou inativo por alguns anos e foi reativado em dezembro de 2023, com a Associação de Promotoras Legais Populares de São Sepé.

A Associação é composta por mulheres voluntárias, com objetivo de promover a educação feminista em direitos humanos de mulheres, além de capacitá-las e orientá-las para o enfrentamento das violências e discriminações sofridas por questões de raça, gênero, classe

social e outros marcadores de desigualdade social.

 

A ideia da criação de uma Associação veio das Promotoras capacitadas em 2003, no governo da Prefeita Julia Vargas, e agora, poderá atuar sem precisar de uma gestão política. No dia 15 de dezembro, foi escolhida uma diretoria e o grupo espera os trâmites de legalização dessa Associação.

 

Os nomes que compõem a Associação de Promotoras Legais Populares de São Sepé são:

 

Diretoria:

Presidente: Julia Maria Wegner Vargas

Vice-Presidente: Michele Neves Pinto Trindade

1° Secretária Lúcia Helena Lopes Stona

2° Secretária: Jane Beatriz Wegner Pontes

1° Tesoureira: Rosa MariaGal

2° Tesoureira: Angelita Pires da Costa

Conselho Fiscal:

Titulares:

1: Telma Idianez Gonçalves Parodes

2: Angela Cristina Carvalho

3: Rosane Lopes CarvalhoSuplentes:1: Roseli Maria Rodrigues Silva

2: Sandra Lima Gazen

3: Marta Nascimento Souza

Informações: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal. Por Camila Fogliarini.